12 January 2010

As Opiniões Rebatem-se

por Manuel António Pina

Haverá provavelmente boas razões para que, em defesa do direito ao bom nome de alguém, se queimem livros. Mas é na gestão do conflito permanente entre os direitos da personalidade e a liberdade de expressão que se situa o cerne desta, e é aí, por isso mesmo, que se afere a firmeza daquele que é um valor central do próprio sistema democrático.

O casal McCann pretende, no julgamento que amanhã se inicia, a destruição de todos os livros em que Gonçalo Amaral, ex-coordenador da investigação do desaparecimento da pequena Madeleine, defende a posição que ambos podem ter estado envolvidos no caso. Amaral argumenta, em favor da sua tese, com factos da própria investigação que dirigiu; os McCann argumentam que os argumentos de Amaral ofendem o seu direito ao bom nome. A Justiça decidirá, mas argumentos semelhantes poderiam ser usados para queimar diariamente toda a Imprensa portuguesa e para acender uma imensa "bücherverbrennung" na generalidade dos países democráticos. Uma opinião é uma opinião e vale o que valem os factos em que se sustenta. As opiniões não se queimam, discutem-se e rebatem-se.

in Jornal de Noticías



5 comments:

  1. Acho que também deveremos queimar nossos personal computers e não mais seguir notícias nem ler jornais, para não contrariar os McCanns.

    ReplyDelete
  2. "As opiniões não se queimam, discutem-se e rebatem-se."

    Pois é, mas para isso é preciso que haja argumentos dos dois lados do "conflito".Que argumentos têm os mccann e apoiantes para defender a sua tese, o seu lado da questão (tirando as mentiras, as invenções e as ameaças a que já nos habituaram, é claro)? Nenhum....

    ReplyDelete
  3. The McCanns' request to have Amaral's book burned hasn't gone down well, has it!

    ReplyDelete
  4. Assino por baixo. E preciso que mais vozes se levantem contra a vergonha que pretendem instituir.

    Iris Robbinson ( Mulher do PM da Irlanda do Norte) e envolvida num escandalo de traicao com um rapaz de 19 anos, filho de um, ao que dizem, seu EX-amamte e num caso de fraude, corrupcao e desvio, de dinheiros publicos, PROVOCOU UMA CRISE NO PAIS QUE LEVOU AO PEDIDO DE DEMISSAO DO MARIDO. Nada disto me interessaria, nao aparecesse o nome de Iris associado aos Mccann. Foi uma das figuras de proa com quem se reuniram na missao de procura de apoios que os levou ao PAPA, a Espanha, a Alemanha e ate a mulher de Bush nos USA. Iris apoiou a causa dos Mccann. QUE BELOS PRINCIPIOS TEM AS PERSONALIDADES A QUEM OS MCCANN RECORREM E QUE NAO LHES VIRAM AS COSTAS. USAM OS MESMOS METODOS.

    ReplyDelete
  5. OS MCCANN NAO TEM FACTOS PARA REBATER OS FACTOS E ARGUMENTOS DE AMARAL. POR ISSO QUEREM A CENSURA. Nem no Salazarismo a censura tinha motivos tao vergonhosos e usava netodos tao duvidosos.
    Hoje PORTUGAL VOLTOU AO TEMPO DA INQUISICAO E DA CACA AS BRUXAS.

    ESPERO QUE NENHUM PORTUGUES DE MAIS NENHUM DINHEIRO A GANHAR AOS ADVOGADOS ISABEL DUARTE E ROGERIO ALVES. OS MCCANN QUE TRATEM DE LHES ARRANJAR NACIONALIDADE INGLESA. Podem juntar-se a Carter-Ruck. Nos pagamos para os ver pelas costas, fora do nosso pais. Terem nascido portugueses foi um acidente.

    ReplyDelete