8 September 2010

Trás os Montes: Património da Humanidade ou Fim da Linha? **


«Esta região, que é já o 3º destino preferencial em Portugal, precisa de manter as suas tradições e tudo aquilo que fez dela Património da Humanidade, classificada pela UNESCO»



O Vale do Tua e a centenária Linha do Tua correm o risco de ficar submersas e tudo para que? Para quem?

Não é com certeza para os Transmontanos – já não lhes basta fecharem as escolas, as maternidades, terem aniquilado a produção vitivinícola e agrícola com medidas Europeias que boicotearam o trabalho de sucessivas gerações; famílias que hoje em dia, aliás, que desde há muito são obrigadas a abandonar os campos; jovens a abandonar os pais; pais que envelhecem sós.... crianças, quais crianças? É um milagre se avistarmos uma numa aldeia...

Estou farta de ler, ver e ouvir falar sobre casos de jovens mulheres - das poucas que ainda não partiram do interior para o estrangeiro ou para o litoral - que perdem filhos, morrem ou tem bebés em ambulâncias nos dias hoje, tal como acontecia nos anos 70...
Em 2007 nasceram 580 bebés no bloco de partos do hospital de Bragança. Em 2006 haviam nascido 616, e em 2005 nas duas maternidades do distrito, Bragança e Mirandela, tinham nascido cerca de 900.
Trás-os-Montes não está a envelhecer, está a Morrer! A Morrer uma morte lenta, indigna, desprezada....

Terra Quente O Fim do Milénio Documentário © Joana Morais

E agora? Também lhes vão cortar as vias de acesso para ficarem mais isolados do que já estão? Vão submergir uma linha férrea que demorou cerca de um século a concluir e menos de 1 ano e meio a demolir; ou seja, a encerrar por causa dos “múltiplos acidentes” – os quais foram estranhamente “coincidentes” com o momento em que a Barragem do Tua passou a ser mais do que uma mera hipótese?! 100 anos sem “acidentes” e em pouco menos de ano e meio quatro?!

É inadmissível que a CP, REFER e EMEF tenham deixado a Linha do Tua chegar ao ponto em que chegou por meros motivos estratégicos e económicos [EDP]. Mais, é inacreditável que nenhuma das companhias acima referidas tenha sido responsabilizada pelos sucessivos acidentes, sendo um dos mais recentes o de Agosto de 2008 que causou um morto e dezenas de feridos, e um dos mais graves o de 12 Fevereiro de 2007 em que faleceram 3 pessoas.

É esta a “solução” para fornecer mais energia ao litoral? É isto que chamam de “energia renovável e soluções ambientalmente sustentáveis”? À submersão de um património iniciado em 1877, à submersão do legado da força e determinação dum povo que teimou em aproximar Trás-os-Montes ao resto do País?

E os Senhores e Senhora Ministros dos Ministérios do Ambiente, Transportes e Cultura porventura distraíram-se e esqueceram-se que desde 2001 os primeiros dois quilómetros da Linha do Tua são considerados como Património da Humanidade, por associação à classificação dada ao Douro Vinhateiro pela Unesco?

Aguarda-se a intervenção urgente de políticos ou partidos com maior expressão na AR.

Façam alguma coisa pelo Povo que vos elegeu.

Ler e ver também: A Linha do Tua - Submersão Iminente de um Património a Defender

Clips de TV

SIC Jornal da Noite 30 de Julho de 2009


Nós Por Cá - 07.05.2010
reportagens por João Faiões/Fernando Nunes correspondentes da SIC, Bragança

Recortes de Imprensa
Classificação da linha do Tua faz parar obras da barragem

O Instituto de Gestão do Património Arquitectónico e Arqueológico (Igespar) aceitou a petição assinada por cerca de cinco mil pessoas para a classificação da Linha do Tua como Património de Interesse Nacional. A petição foi entregue a 26 de Março e mereceu agora parecer favorável do Igespar, que abriu um processo de classificação, o que implica a suspensão de obras na linha.

Para já, ainda não decorrem trabalhos, mas a EDP abriu na semana passada um concurso para a construção da barragem de Foz Tua, cujos trabalhos prevê começar até Dezembro. Quando concluída, a barragem vai inundar parte da linha do Tua. A publicação do aviso de abertura do processo de classificação, por parte do Igespar, deverá ser publicado em Diário da República nos próximos dias.

Em comunicado, os subscritores da petição consideram que “a Linha do Tua merece a classificação como Património de Interesse Nacional, não só pelo papel histórico que desempenhou e pela obra-prima de engenharia portuguesa que constitui, mas também, e ainda, como exemplar único do património ferroviário e industrial do nosso país”. Os requerentes consideram ainda “que este património tem elevado potencial para o desenvolvimento turístico para a região e que tem que ser preservado e valorizado”.

José Silvano, presidente da Câmara de Mirandela, considera que a suspensão das obras é uma “boa notícia” e mostra-se incrédulo com o concurso de construção da barragem, “quando ainda decorre um processo de consulta pública até 9 de Setembro do Relatório de Conformidade Ambiental do Projecto de Execução”.

O processo de classificação da linha do Tua será agora apreciado por um conselho consultivo do Igespar.

in  Público 29.07.2010

Condicionantes à barragem do Tua sem cumprimento

O partido ecologista “Os Verdes” garantiu ontem, em Bragança, que as 12 condicionantes impostas pela Declaração de Impacto Ambiental (DIA) ao projecto de construção da barragem de Foz Tua não estão a ser cumpridas pela EDP. O partido considera que a Avaliação de Impacto Ambiental (AIA) foi “aligeirada e lesada”.
Denunciaram que não está estudado o impacto do empreendimento sobre o Alto Douro Vinhateiro, classificado como Património da Humanidade pela UNESCO.

Também o plano de mobilidade alternativo ao troço da linha que vai ficar submerso “não terá a mesma funcionalidade que a actual linha de comboio”, explicou Manuela Cunha, dirigente de ‘Os Verdes’, uma vez que o apresentado pela EDP é uma “confusão” e para se fazer uma viagem entre o Tua e Mirandela é necessário fazer viagens no comboio do Douro, de autocarro, barco e depois no comboio do Tua, isto na versão para os turistas, sendo que para os residentes ainda se incluem viagens de táxi. “Os estudos exigidos em fase de RECAPE só tornam mais visível os impactos brutais e foram sempre escondidos”, acrescentou a dirigente.

O facto de as instalações da barragem não estarem incluídas no paredão como na maioria dos outros empreendimentos, estando previstas para a zona próxima da área classificada, é motivo de grande preocupação para os Verdes, que temem que a UNESCO venha a retirar a classificação.

in Jornal de Notícias 13.08.2010

Download PDF Instituto da Democracia Portuguesa sobre o “suicídio ferroviário”

Para Mais Informação
Movimento Cívico do Tua

Assine a Petição pela Linha do Tua VIVA e a Petição pela Preservação do Património do Vale do Tua

** 13 de Setembro 2010 via A Linha é Tua

VIGÍLIA EM DEFESA DA LINHA DO TUA


No próximo dia 18 de Setembro irá decorrer em Lisboa uma Vigília em defesa da Linha do Tua. Esta iniciativa, enquadrada na “Semana Europeia da Mobilidade”, visa reafirmar perante o poder central o direito das populações transmontanas à mobilidade e o importante contributo que esta linha férrea, cujo valor patrimonial de excepção é inegável, deu desde a sua inauguração há 123 anos atrás, para essa mesma mobilidade e para o desenvolvimento do Vale do Tua.

Num momento em que pesa sobre a Linha do Tua a ameaça de submersão, é, mais que nunca, fundamental fazer ouvir a voz das populações do Vale do Tua, dos transmontanos, de todos os que têm defendido esta Linha, de todos os que defendem o direito à mobilidade como uma componente essencial do desenvolvimento e da modernidade, de todos os que consideram o caminho-de-ferro como um transporte amigo do ambiente e ainda de todos os que defendem que os valores patrimoniais deste país devem ser preservados e contribuir para o seu desenvolvimento.

Neste sentido, vimos apelar, à entidade que representa, a manifestar o seu apoio público a esta Vigília e a contribuir para a mobilização e concretização desta iniciativa. Para tal, pedimos que façam chegar, via email, a um dos representantes das quatro entidades que estão na origem deste apelo, até à próxima terça-feira, dia 14 de Setembro, a manifestação desse apoio e o envolvimento na sua realização. Na Quinta-Feira, dia 16, serão tornados públicos, os nomes de todas as entidades, chegados por email, e apoios manifestados.

A Vigília terá lugar no Sábado 18 de Setembro, entre as 18 e as 24 horas, no Largo Luís de Camões, em Lisboa (caso não haja nada a impedir, senão será no Rossio). Durante a Vigília haverá diversas animações de carácter cultural.

A Linha do Tua conta com todos.

O Movimento de Cidadãos em Defesa da Linha do Tua
Contacto: Armando Azevedo ou Graciela Nunes - gracielanunes@sapo.pt
TM: 965 622 858

O Movimento de Defesa da Linha do Tua
Contacto: Daniel Conde - daniel.conde13@gmail.com
TM: 916 822 237

A Associação dos Amigos do Vale do Rio Tua
Contacto: Célia Quintas - celiaquintas@yahoo.com ou Vânia Seixas - vaniacts@gmail.com
TM: 936 600 374

O Partido Ecologista “Os Verdes”
Contacto: Manuela Cunha – manuelacunha.osverdes@gmail.com
TM: 962 815 445


2 comments:

  1. Ora aqui esta algo para nos dar um descanso a memoria e simultaneamente avivar a mesma.E curioso como por vezes o reflexo da avestruz nos impede de ver e pensar. Valha-nos Deus que a auto-analise sempre serve para alguma coisa...

    Temos um governo ( tal como a Justica...) de pronto a vestir. Em 2001 andei a fazer ciclo-turismo pelo Alentejo - e reparei, e impossivel nao notar... que esta a ser comprado pelos Alemaes, Holandeses, Ingleses e outros barbaros a precos sem concorrencia. Nao se surpreenda se o mesmo acontecer com Tras-os-Montes...desvalorizar para valorizar...compreende? Afinal a EDP e de quem?

    Preciso cuidado com o conceito de raizes. Tribos, condados,paises, etc. nesses tempos a riqueza era a terra... hoje os castelos dos senhores feudais estao por todo o lado e em lado nenhum...tal como os servos de gleba... et amen...

    a EDP nao vai parar. O "progresso" nao para - nem mesmo com efeitos de estufa e calamidades climatericas de todo o tipo. E o tempo da Besta, nao se esqueca. Nao e so Tras-os-Montes que esta a morrer. O proprio planeta esta a saque...

    Aviso a navegacao! Estou sem pontuacao no teclado! Melhor parar aqui...

    PS Enviei "link" para a minha cunhada que deve conhecer bem a area pois nasceu em Tras-os-Montes (Paredes). Ha anos que vive no Brasil. La esta...

    ReplyDelete
  2. Estava a gostar de lê-lo, apareça sempre, um abraço

    ps. A invasão já começou há uns anitos, mas nada tão grave(ainda) como no All garve.

    ReplyDelete