2 November 2011

Terra Quente - O Fim Do Milénio




Terra Quente - O Fim Do Milénio
30 minutos, 2001 Portugal
Produção/Realização/Filmagem/Som: Joana Morais
Montagem: Joana Morais
Assistente de Montagem: Pedro Cardoso Martins
Voz Off - Graça Morais

Todos os direitos reservados







18 comments:

  1. Joana, que bonito e não me abismo. Você sempre foi uma moça prendada, de grande valor! Tantas qualidades positivas!
    Portugal é uma beleza de país. Se a voz no vídeo é a sua, dá para qualquer brasileiro entender.E é voz suave.
    Boa sorte, menina, o obrigada pelo filme.
    rosita

    ReplyDelete
  2. Credit where credit is due,

    and I am not an admirer of 'Joana the activist'

    Didn't understand a word of the commentary - as I have no Portuguese - but staid the whole 30 minutes regardless.

    A Portugal 99% of tourists will never encounter - they'll just swish past in their air-conditioned coaches to the next sight/beach and their full English breakfast.

    Camera work/Sound recording/editing - spot on.

    The scene where the priest visits the home to bless the occupants -perfectly lit, no mean feat.

    Choice of music - just right.

    So, chapeau

    Beware watching it though if you are a vegetarian/vegan.

    Personally I have no issue with those scenes - this is what puts food on our plates after all - but the more squeamish might just want to get their hands ready to cover their eyes.

    isar

    ReplyDelete
  3. Obrigada querida amiga Rosita, um grande beijinho deste "lado de cá" do Atlântico :)

    Thank you for your constructive critic Isar; perhaps one day you can visit "this" North of Portugal, it is beautiful and unlike the Algarve still unspoiled by tourism. ps. I'm going to upload a second version with English subtitles as soon as I can. Kind regards, Joana

    ReplyDelete
  4. Bonito Joana. Este e o bilhete de identidade do verdadeiro Portugal, feito de gente genuina e de paisagens e tradicoes que cortam a respiracao.
    Gosto da comodidade das auto-estradas e dos centros comerciais mas me comovi com esta beleza. Espero que o progresso nao destrua o que ha de bom na cultura e tradicao portuguesas. Que pelo contrario, reviva estas raizes e as consolide porque elas enriquecem as geracoes futuras.
    Tenho saudades do brinde do Bolo Rei. Sem brinde, ja nao e Bolo Rei. Espero que volte um dia, ainda que tenhamos de ler umas letrinhas a avisar que contem um brinde e por isso deve ser comido com atencao.

    ReplyDelete
  5. Belíssimo!
    Ainda não visionei na totalidade (o meu computador não quer colaborar, passa o video "aos soluços", que irritante!), mas assim que puder tirar 30 minutinhos só para mim irei ver e deliciar-me.
    Como diz, Joana, o norte de Portugal é um mundo à parte, um paraíso ainda intocado pelo "turismo do betão". A família da minha Mãe é de uma aldeia na zona de Lamego e o seu trabalho fez-me recordar com nostalgia as férias de Verão da minha infância, bem-haja!
    (emocionei-me com aquela imagem da cabeça de uma idosa de cabelos brancos, vista de trás, era exactamente assim que a minha falecida Avó penteava o longo cabelo)


    A voz da Sra. Graça Morais é um deleite de se ouvir, tão suave e embaladora, aquele maravilhoso sotaque nortenho, doce e maternal. Uma artista extraordinária cuja obra bem merecia maior divulgação nos nossos media.

    Muito obrigada

    ReplyDelete
  6. Attenzioni! Isto leva "bué" de tempo a carregar mas... saber esperar e uma virtude. Como dizia o Lord Guinness "good things come to those who wait...". Interné de caracóis esta...

    A entrevista da Joana ao Dr. Amaral em Vigo (que ela também filmou) revela uma grande sensibilidade no uso da cor como efeito-ambiance.

    Ja estava ciente da Joana ter "bué" de talento na área da cinematografia - alem de ser uma excelente cidadã-jornalista ("blogger") e tradutora, acérrima defensora dos Direitos e Liberdades do Povo Português - Ordem do Infante Dom Henrique a caminho...

    Fiquei agora com uma melhor ideia da terra da minha cunhada e da dupla Graça & Joana Morais. Ah! Poder-me eu dedicar ao nascer e ao por do sol como esta gente. Um pouco de trabalho de entretanto que houvesse...ahhhhhhh....

    Que penso? Sei la, não estava a pensar mas... sei que gostei. Imenso. Por certo as azeitonas ao jantar souberam-me melhor. Comprei mesmo um chouriço Ibérico - o que encontrei aqui no "Tesco" da esquina. Fiz bem. Tive uma experiência semi-religiosa ao mastigar umas rodelas do cujo dito com pão de centeio. Bendita a alma do sacrificado suíno!

    Para terminar...um extrato ao acaso...adoro o acaso... de um poema de Alberto Caeiro em Anglo-saxofónico que poderia ter sido escrito por um poeta algures entre esta simpática gente...

    "I’ve never kept flocks,
    But it’s like I’ve kept them.
    My soul is like a shepherd,
    It knows the wind and the sun
    And it walks hand in hand with the Seasons,
    Following and seeing.
    All the peace of Nature without people
    Comes and sits at my side.
    But I get sad
    As the sunset is in our imagination
    When it gets cold down in the plain
    And you feel night coming in
    Like a butterfly through the window.

    But my sadness is quiet
    Because it’s natural and it’s just
    And it’s what should be in my soul
    When it already thinks it exists
    And my hands pick flowers
    And my soul doesn’t know it..."

    ...it goes on...
    ...google and you shall find...

    ReplyDelete
  7. Pat Brown is onto the McCanns. Pat Brown is an accomplished and established Criminal Profiler in the USA. She has announced she is bringing a Law Suit against them for Libel and Tortious interference with Business. McCanns influenced Amazon to stop selling her book, 'A Profile of the Disappearence of Madeleine Mccann' throughout the world. That was their big mistake. No doubt they will try to settle out of court and keep this out of the media. Carter Ruck is already watching blogs and the media to try to stop publication. Pat Brown is eminently capable and has the ear of American law enforcement. She has experience of many criminals.

    ReplyDelete
  8. Dear Joana
    Congratulations for your documentary - it's moving and yet it shows the toughness that makes "transmontanos" the strong people they are. Many congratulations also for your mother's beautiful voice (I'd been priviledged to listen to her in many interviews, but the way she spoke about her people gives a special sweetness to it).
    Nevertheless let me tell you that I've recognized from many regions in our country some of the traits that you enlightened, especially those related to the community life and that inevitable linkage between the religious and the profane.
    The real Algarve, not the one "sold out" to the Brit colony, keeps a lot of similarities with Trás-os-Montes (I know, I know,...we don't have a "linha do Tua" nem a "dança dos cus", but we have everything else...).
    Maybe someday there will be a tsunami and that ugly part will go away and leave us with our beautiful mountains (of course this is a stupid joke - I couldn't stand to see people hurt...).

    Once again, thank you for your documentary, it was touching.

    ReplyDelete
  9. An apology is due. As an Algarvian that has as many beautiful/horrific rituals as those revealed by Joana's documentary, there are "things" I loathe, like the killing of animals - even though I understand that despite the aparent cruelness, they were tendered with care and love throughout their lives, because they meant those families survival - I've witnessed many people crying during those rituals, not only children but also adults.
    As for the British subjects that chose my part of the country as their second or last home, I have a debt to those that attempted to keep the original features of the houses and little farms they bought - they made a difference to the dis(un)catherization of the Algarve as a whole: THANK YOU.
    But "pulise", try to learn the language - it's not so difficult!
    Obrigada meus queridos. Gosto de vocês.

    ReplyDelete
  10. Excelente, Joana! Emocionei-me ao rever as gentes e as terras do norte do meu Portugal, tal como são. Obrigado.

    ReplyDelete
  11. Thanks Joana,

    looking forward to the subtitled version

    (once you've done this - consider submitting it to ARTE/National Geographic, BBC educational channels, ZDF/ARD in Germany)

    I once went to a wedding in Galicia/North Western Spain - a million miles removed from the Costas and flashing 'happy hour' signs.

    In fact it was so verdant and lush (due to one of the highest rainfall rates in all of Europe - it juts out into the Atlantic) that it felt more like Sligo or Donegal in Ireland. - And the better for it - the locals did not put on a show for the visitors - they were being themselves.

    Your film caught an aspect of rural Portuguese life - that might well disappear over time. I hope it doesn't - these guys seem very balanced/happy with their way of life. (sticking my neck out here - as of course I did not understand a word of the commentary)

    If it does disappear - your film gives a record - of how to live a full life without PS3/drink all you can/24 hour partying.

    And as such your film should be applauded.

    isar

    ReplyDelete
  12. Please see The Daily Profiler, Hosted by The Pat Brown Criminal Profiling Agency - Freedom of Speech, The McCanns, and Searching For Maddie. This up-date is dated Sunday, November 6, 2011.

    ReplyDelete
  13. Obrigada (and thank you) a todos(as) pelos vossos comentários, fico muito feliz por saber que gostaram: é a nossa terra, são as nossas memórias... um beijinho e um abraço para todos(as), Joana

    ReplyDelete
  14. Olá Joana,

    Não tenho as palavras para me exprimir, mas adorei o filme. Aminha família é da Beira Baixa, e já levei alguns amigos inglese a ver a vida rural portuguesa que poucos vêem. Os meus tios ainda batem assim nas oliveiras para cair a azeitona. Não sabem ler nem escrever mas não conheço pessoas mais felizes. Infelizmente, eu acordava com os sons de matarem o porco, e desconfio que foi por isso que me virei vegetariana.

    Mudar de assunto, como é que me junto ao movimento contra o Acordo Ortográfico? Nã pecebo nada de twitter, mas vi que precisam de mais assinaturas. Qual é a ideia de "minissaia"? Não acredito que havia tanta falta de comunicação sobre o assunto da mini saia que tiveram que inventar uma plavra só para esclarecer. "Assim se escreve o bom português" my arse!

    ReplyDelete
  15. Imagens e sons que captam o espirito do Norte de Portugal com perfeicao, um mundo muito longe -- gracas a Deus -- do consumismo desenfreado de porcarias e da "celebrity culture".
    Um mundo onde a familia e preciosa, as pessoas sabem viver com a natureza e, acima de tudo, tem dignidade.

    Uma paisagem linda, e uma voz off que da gosto ouvir :-)
    Parabens Joana, e um video que vou ver outra vez.

    P.S. Se o "desenvolvimento" e perdermos tudo o que de bom Portugal sempre teve para adoptar os defeitos de outros paises que tem uma cultura muito mais pobre e uma qualidade de vida inferior, desde o clima ate a comida, entao mais vale preservarmos os nossos valores com orgulho...

    ReplyDelete
  16. Olá Salsa e Anónima(o) 14, muito obrigada pelas vossas palavras, é muito bom ver o nosso trabalho reconhecido: saber que o entenderam, que gostaram e que o objectivo de alerta para algo (uma cultura oral, história, povo...) que podem desaparecer para sempre transpareceu. Quanto ao (Des)Acordo Ortográfico vejam as indicações de como assinar a Iniciativa Legislativa de Cidadãos contra o Acordo Ortográfico aqui: ILC contra o AO e se estiverem no Facebook juntem-se ao grupo aqui: Não queremos o Acordo Ortográfico!. Existe também este projecto recente no site EverySquare para a Revogação Imediata do Acordo Ortográfico, é muito fácil de aderir, basta entrar com o login do facebook, do twitter, do google ou do linked in, ou então criam uma conta em menos de um minuto. um beijinho e até breve :)

    ReplyDelete
  17. Ola Joana,
    Goncalo Amaral deu uma entrevista ao Manuel Luis Goucha no Voce Na TV. Estou fora de Portugal, sem acesso a TVi e tambem nao consigo aceder ao Programa/ entrevista atraves do youtube ou da Net. Nao seria possivel voces colocarem a entrevista aqui com legendas em ingles se possivel?
    Beijinhos

    ReplyDelete
  18. Olá, vou colocar os dois vídeos no youtube, são duas entrevistas relativas ao livro "Vidas sem Defesa", uma na SIC (Boa Tarde) e outra na TVI (Você na TV). Não vou fazer legendagem mas uma transcrição em Inglês. um beijinho

    ReplyDelete